Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Eleições 2020

Candidata a vereadora leva pendrive à polícia e acusa Kemp de injúria e vias de fato

Publicado

em

Karla Cânepa registrou boletim de ocorrência contra o deputado estadual na Casa da Mulher Brasileira

A candidata a vereadora pelo PT Karla Cânepa registrou boletim de ocorrência na Deam (Primeira Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Campo Grande), na tarde de hoje (29), contra o deputado estadual e candidato a prefeito petista Pedro Kemp. A estudante acusa Kemp de injúria e vias de fato.

Karla narrou à polícia episódio em que o candidato a prefeito foi até seu comitê para cobrá-la sobre mensagem enviada por ela em grupo de WhatsApp com mulheres do partido. A concorrente à vaga na Câmara Municipal chamou Kemp de “demagogo” ao questionar a distribuição de recursos do partido.

Correligionários presentes no comitê gravaram a visita de Pedro Kemp, na noite de terça-feira (27), e as imagens circulam nas redes sociais desde ontem (28). O deputado estadual discutiu com Karla, chamou a candidata de “cínica” e agiu com agressividade. Além disso, a estudante narrou à polícia que Kemp “segurou forte” seus braços.

A postulante à Câmara levou pendrive à delegacia com gravações da discussão, bem como folhas com capturas de tela de conversas por aplicativo.

As penas previstas para os crimes de injúria e vias de fato vão de prisão por 15 dias a um ano ou multa. 

Nota oficial

Por outro lado, Pedro Kemp emitiu nota nas redes sociais em que classifica as reclamações de Karla Cânepa como “falsas acusações”. 

“Quanto a mim, agrediu minha honra e minha trajetória, construídas ao longo de 40 anos de militância no movimento dos direitos humanos e de 20 anos de atuação parlamentar, sempre em defesa da justiça e da dignidade das pessoas, em especial dos mais pobres e injustiçados da sociedade”, continuou Kemp.

Fonte: Mídiamax

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook