Hidroxicloroquina: Associação Médica Brasileira defende autonomia de médicos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Associação Médica Brasileira (AMB) defendeu ontem a autonomia de profissionais da saúde para receitarem, ou não, a hidroxicloroquina a pacientes com covid-19. Em nota, a entidade enxerga motivação política nas críticas ao medicamento. Além disso, menciona o “legado sombrio para a medicina brasileira, caso a autonomia do médico seja restringida, como querem os que pregam a proibição” do remédio.

Conforme a AMB, é importante lembrar que o uso off label (não previsto na bula) de medicamentos é consagrado na medicina, desde que haja clara concordância do paciente.

hidroxicloroquina

Ainda segundo a entidade, é bastante provável que se chegue ao final da pandemia sem evidências consistentes sobre tratamentos. Mas muitos sairão apequenados, principalmente médicos e entidades médicas, que escolherem manipular a ciência para usá-la como arma no campo político-partidário. “Não podemos permitir que ideologias e vaidades, alimentadas por holofotes, nos façam regredir em práticas já tão respeitadas.

Não se pode clamar por ciência e adotar posicionamentos embasados em ideologia ou partidarismo. Isso é um crime contra a medicina e contra os pacientes”, concluiu.

Fonte: https://diariopatriota.com.br/

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande