Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Prefeitura

Marquinhos Trad: “Existe a possibilidade de concorrer ao Governo no ano que vem”

Publicado

em

Em entrevista à rádio UCDB FM, o prefeito de Campo Grande afirmou que está preparado para o desafio.

O prefeito de Campos, Marquinhos Trad (PSD), admitiu que poderá aceitar o convite do PSD para candidatar-se a governador do Estado no próximo ano. O jornal A Crítica,  da capital sul-matogrossense, trouxe uma entrevista de Trad à rádio UCDB FM realizada na última quinta-feira (28). Nela, Trad admite estar preparado para o desafio.

Veja a seguir a íntegra da matéria:

Em entrevista à rádio UCDB FM, na manhã da última quinta-feira (28), Trad afirmou que existe a possibilidade de aceitar o convite da sigla.

“Sim, existe a possibilidade, evidentemente. Todo o filho do Mato Grosso do Sul tem a vontade de ser governador deste Estado, Nós nos sentímos preparados, tivemos quase oito anos como secretário municipal, depois fui vereador, três vezes deputado estadual, fui prefeito e agora estamos reeleitos no segundo mandato. É um momento onde estou na maturidade política, bem experiente administrativamente, passado todas essas fases para que não decepcione aqueles que acreditaram em nós”, afirmou em entrevista.

A confirmação vai de encontro com a fala de Kassab no último dia 23 que praticamente lançou a pré-candidatura de Trad. A fala foi no mesmo evento em que lançou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, à presidência da República. Ao se dirigir ao senador Nelsinho Trad, presidente do diretório regional do PSD em Mato Grosso do Sul e que estava no local, Kassab lembrou da gestão de Nelsinho, “Teremos a candidatura do seu irmão que, assim como você que foi um extraordinário prefeito. O Marquinhos Trad é um dos prefeitos mais bem avaliados do País, e será o nosso candidato a governador do Mato Grosso do Sul”, disse.

Caso Marquinho aceite o convite, ele terá que renunciar ao cargo de prefeito da Capital em abril do próximo ano, entregando o cargo a Adriane Lopes (Patriota) atual vice-prefeita. “Ela me acompanhou nesses últimos cinco anos trabalhando pela cidade ao meu lado. Fizemos administração sem a tinta da inveja e do ódio que geralmente a geme vê, de um prefeito ou vice querendo tomar o lugar do outro”.

Na última quarta-feira (27) Marquinhos acompanhou a filiação do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ao PSD. Por meio de suas redes sociais, o prefeito desejou sorte a Pacheco. “Acompanhei nesta quarta- feira a filiação do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ao PSD. Desejo toda sorte ao nosso novo correligionário”, escreveu. “Seja bem-vindo, porque se há esperança de democracia e liberdade neste país, essa esperança vai estar representada no 55, no senhor, presidente do Senado”, disse o prefeito.

Marquinhos ainda declarou sua gratidão ao partido. “É de respeito ao PSD e é de gratidão ao presidente do PSD nacional”, relatou.

O prefeito também cumpriu agenda em Brasília onde se reuniu com a coordenadora da bancada federal, Simone Tebet (MDB) em busca de recursos de emenda parlamentar para drenagem e pavimentação, entre as obras está o término de requalificação do Rio Anhandui.

Fonte:https://psd.org.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook