Ministério Público pede prisão preventiva de jovem que matou namorada atropelada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

MP entende que é “necessária a manutenção da prisão” para o benefício da ordem pública

Rafael de Souza é acusado de matar a namorada Mariana – Crédito: Arquivo Pessoal

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul pediu a prisão preventiva de Rafael de Souza, de 19 anos, acusado de matar a namorada Mariana Vitória Vieira, de 19 anos, em um acidente na madrugada deste sábado (15), na Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

O pedido foi baseado nos artigos 311, 312 e 313 do Código de Processo Penal e a prisão em flagrante, na visão do MP, é “necessária a manutenção da prisão” para o benefício da ordem pública.

A recomendação da prisão foi assinada pelo 5° promotor de Justiça, Plínio Alessi Júnior.

Rafael foi preso em flagrante e indiciado pelo crime de homicídio qualificado pelo feminicídio, seguindo como base o artigo 121 do Código Penal. Para o Ministério Público, mesmo que a investigação entenda que não houve feminicídio, já que a situação ainda não está esclarecida, ele deveria permanecer preso.

“É evidente a prática de homicídio, doloso, ainda que por dolo eventual, na medida em que é inconteste que o autuado dirigiu veículo automotor embriagado, levando sua namorada sobre o capô, em via rápida, ceifando a vida da mesma”, diz trecho do pedido.

Fonte: https://www.topmidianews.com.br

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande