Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Polícia

Ministério Público pede prisão preventiva de jovem que matou namorada atropelada

Publicado

em

MP entende que é “necessária a manutenção da prisão” para o benefício da ordem pública

Rafael de Souza é acusado de matar a namorada Mariana – Crédito: Arquivo Pessoal

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul pediu a prisão preventiva de Rafael de Souza, de 19 anos, acusado de matar a namorada Mariana Vitória Vieira, de 19 anos, em um acidente na madrugada deste sábado (15), na Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

O pedido foi baseado nos artigos 311, 312 e 313 do Código de Processo Penal e a prisão em flagrante, na visão do MP, é “necessária a manutenção da prisão” para o benefício da ordem pública.

A recomendação da prisão foi assinada pelo 5° promotor de Justiça, Plínio Alessi Júnior.

Rafael foi preso em flagrante e indiciado pelo crime de homicídio qualificado pelo feminicídio, seguindo como base o artigo 121 do Código Penal. Para o Ministério Público, mesmo que a investigação entenda que não houve feminicídio, já que a situação ainda não está esclarecida, ele deveria permanecer preso.

“É evidente a prática de homicídio, doloso, ainda que por dolo eventual, na medida em que é inconteste que o autuado dirigiu veículo automotor embriagado, levando sua namorada sobre o capô, em via rápida, ceifando a vida da mesma”, diz trecho do pedido.

Fonte: https://www.topmidianews.com.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook