Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Geral GritoMS

MS tem representante em concurso de beleza no Paraná

Publicado

em

Amanda Silva, 50 anos, investigadora de Polícia Judiciária desde o ano de 2006, mostra que é possível lidar com o tabu do envelhecimento enfrentado pelas mulheres.
A  MRS DIVA Campo Grande e MRS DIVA MS BELEZA BRASILEIRA, vive na capital e estará em Curitiba – PR, neste sábado, dia 06 e domingo, dia 07, para concorrer na categoria DIVA de um concurso de beleza, que é exclusiva para mulheres com idade a partir de 45 anos.
A policial se preparou para representar o estado no Concurso MISS BRASIL CULTURE e se vencer receberá o título de MISS MRS BRASIL CLASSIC CULTURE LUXO e será representante Nacional em 2022 no Concurso Internacional MISS MRS CLASSIC UNIDET UNIVERSE 2022  em Arequipa no Peru.
Amanda, mãe de três filhos, afirma que a intenção de participar no evento é dizer  para as mulheres de 50 anos ou mais,  que elas não são invisíveis. Que há possibilidade de envelhecer se sentindo bem:
“Sejam mulheres empoderadas! Eu posso. Todas nós podemos. A palavra empoderar representa dar poder a alguém ou a si mesmo. Em se tratando de empoderamento feminino, possibilita que nós mulheres tenhamos acesso a todos os nossos direitos, sem distinção em relação aos homens. Inclusive sem tabus sociais.”
Ela complementa que o empoderamento feminino é muito mais do que ser bem sucedida, independente e bonita: “ uma mulher bem resolvida , que se aceita, que se ama, que sabe realmente o seu valor ocupa espaços com maestria, inevitavelmente fará resplandecer o seu poderio, ainda que não tenha um corpo, rosto ou cabelo compatível aos padrões impostos pela sociedade.”
Amanda fala que a mulher não precisa ser nova e nem magra,  mas precisa sim ter consciência que é um ser único, especial, dotada de inteligência e capaz de fazer várias coisas e reforça: “Digo a todas as mulheres: seja você o grande amor da sua vida! “
Quando conta sobre sua idade e a pessoas não acreditam, Amanda relata que ri, porque nunca refletiu sobre envelhecer não ser algo bom – me sinto bem, procuro cuidar de minha saúde sempre em primeiro lugar e acho que isso sempre deve ser observado pelas mulheres.
“Inclusive para sermos capazes de cuidar dos outros, como nossos filhos, trabalho e correria do dia a dia, nós precisamos estar bem em primeiro lugar tanto emocionalmente como fisicamente. Isso não é egoísmo, como procuram nos fazer acreditar, é autocuidado e amor próprio.”, conclui a candidata.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook