Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Interior

Operação Contágio aponta indícios de desvio de verba da Covid-19 em Dourados

Publicado

em

A Operação Contágio, deflagrada pelo Ministério Público Estadual nesta manhã (15/7), investiga indícios de desvio de dinheiro público que deveria ser destinado ao enfrentamento da Covid-19 na cidade.

No total, estão sendo cumpridos em Dourados e na Capital, 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 mandados com a fixação de medidas cautelares criminais em desfavor dos investigados, servidores públicos e particulares.

Desde as primeiras horas do dia, agentes do Gaeco vasculham a casa da ex-secretária municipal de Saúde Berenice Machado, exonerada na semana passada, do procurador-geral do município Sérgio Henrique Pereira Martins de Araújo, que teve também o escritório de advocacia como alvo da ação, e a casa do secretário municipal de Fazenda Carlos Dobes.

Na Prefeitura, agentes fizeram buscas na Procuradoria-Geral, Secretaria de Fazenda e de Saúde.

Em nota, o MPE afirma que uma das medidas propostas pela operação seria o afastamento dos servidores e a proibição de contratar, todas decorrentes de decisão proferida pelo juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca.

A Operação Contágio tem como objetivo desmantelar organização criminosa que estaria atuando em diversas fraudes em dispensas de licitação para aquisição de produtos e equipamentos no enfrentamento ao COVID-19, no Município de Dourados.

O MPE tem inquérito civil em aberto, apurando sueperfaturamento em contratos que seriam firmados pela administração municipal na aquisição de insumos hospitalares. Berenice, Carlos Dobes, e outros servidores do departamento de compras foram ouvidos recentemente em oitiva ao órgão fiscalizador.

Foto: Cido Costa

Fonte: https://www.douradosagora.com.br/

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook