OPINIÃO: Marco Aurélio acredita que pandemia traz uma nova reflexão para futuros gestores

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

É preciso repensar as políticas públicas

Esta situação que se enfrenta atualmente diante desta pandemia, com muitas dificuldades de gestão e de meios para minimizar e superar os seus terríveis efeitos, fica, para os governantes, de agora e futuros, a lição de que é preciso repensar as políticas públicas, de modo a estabelecer estratégias que permitam ações preventivas e proativas quando do surgimento de episódios como este de agora. É patente que, via de regra, os governos não se preparam devidamente para tal.

Se faz necessário, fundamentalmente, o investimento maciço e inteligente em pesquisa, desenvolvimento e inovações tecnológicas, em saneamento básico, em educação sobre hábitos de higiene, em meio ambiente saudável, no fortalecimento do sistema de saúde, com a devida estruturação hospitalar e ambulatorial, em termos de recursos humanos, físicos, materiais e tecnológicos, no aprimoramento da estratégia de saúde da família e atenção básica, na concepção de um fundo especial de assistência social às camadas mais vulneráveis da sociedade na ocorrência de endemias, pandemias, desastres ambientais e outros eventos afins que porventura atinjam determinadas regiões ou mesmo todo o país, importante também, investir mais na capacitação sobre gestão no contingenciamento e enfrentamento de crises, enfim, manter permanentemente um plano estratégico, com a construção de cenários que propiciem a adoção de medidas que permitam agir de forma célere e tempestiva para se obter êxito na resolução dos problemas que possam surgir no cotidiano e afetar a vida, o ambiente e a economia nacional.


Aqui em Campo Grande, MS, a atual gestão sob o comando do Prefeito Marcos Trad, têm envidado esforços no sentido de enfrentar a COVID-19, com ações tanto no que concerne aos aspectos sanitários quanto em relação aos aspectos econômicos.


Marco Aurélio B D’Oliveira
Consultor em Recursos Humanos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande