Procuradoria Eleitoral se manifesta e reconhece candidatura de Delei Pinheiro

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Caso O TRE também de parecer favorável ao político, ele poderá assumir uma cadeira na Câmara, que hoje pertence a vereadora Dharleng Campo (MDB)

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) se manifestou favoravelmente pelo deferimento da candidatura de Delei Pinheiro (PSD). O político teve a campanha para vereador este ano cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), por não ter passado pela biometria em 2018 e, consequentemente, perder o Título de Eleitor.  

O recurso impetrado pela defesa na segunda instância da Justiça Eleitoral será julgado pelo TRE na próxima segunda-feira (14). Caso os desembargadores reconheçam pelo reconhecimento da candidatura, Delei assume uma cadeira na Câmara de Vereadores de Campo Grande, já que obteve 3.850 votos, o que são suficientes para que ele seja eleito parlamentar.  

Além disso, a vaga que será assumida pelo político hoje pertence a vereadora, até então eleita, Dharleng Campos (MDB). Ou seja, a parlamentar deixará o posto para assumir a suplência da Câmara de Vereadores da Capítal.

Nesta semana, Delei fez a biometria e se regularizou perante a Justiça Eleitoral. Com essa regularização. Ele recebeu uma certidão do TRE que comprova estar quite com o órgão eleitoral.  

Contudo, a Procuradoria reconheceu o fato e se manifestou de forma favorável ao recurso impetrado pela defesa do político. “Registre-se que o único ponto que levou ao indeferimento do Registro de Candidatura do requerente, foi a falta de regularização cadastral, condição esta que ficou expressamente reconhecida no julgamento do Recurso Eleitoral por esta corte, conforme acórdão de ID n. 4607509”. Afirmou a promotoria.  

O órgão finaliza o parecer dizendo que “ante o exposto, a Procuradoria Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul, retificando o parecer ministerial exarado anteriormente (ID 4900809), opina pelo reconhecimento da regularidade da situação eleitoral de Vanderlei Pinheiro de Lima e, consequentemente, pelo deferimento do registro de sua candidatura.”

Delei já foi vereador, eleito em 2012, mas teve mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) três anos depois.

Fonte: CE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande