Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Geral GritoMS

Urgente: STJ determina afastamento de Wilson Witzel

Publicado

em

Polícia Federal cumpre hoje de manhã decisão da Justiça

OSupremo Tribunal de Justiça (STF) determinou, na manhã desta sexta-feira (28), o afastamento do governador do Wilson Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro. Witzel chefia o segundo estado mais importante do País, e seu afastamento por um órgão do Judiciário é um evento gravíssimo. Desde às 6h20, carros da Polícia Federal se deslocaram para o Palácio Laranjeiras para cumprir com o afastamento.

O pedido de afastamento baseia-se na Operação Placebo, deflagrada em maio pela Polícia Federal contra o governador por supostos esquemas fraudulentos na copra de insumos médicos para a pandemia. Na época, a operação foi apontada como uma manipulação política do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro contra Witzel, que é seu adversário. Apesar de ambos serem de fascistas, Bolsonaro e Witzel têm tido uma relação bastante conflituosa.

O STJ é um órgão diretamente ligado ao golpe de Estado. Cabe lembrar, por exemplo, que foi um dos tribunais a condenar o ex-presidente Lula nos processos-fraude. Afinal de contas, os ministros não são eleitos pelo povo: são, portanto, parte de ma burocracia controlada firmemente pela burguesia. Nesse sentido, o afastamento de Witzel não deve ser, de maneira alguma comemorado.

O fato de que o Judiciário, que não foi eleito por ninguém, decidiu, em uma simples canetada, afastar um governador mostra a falência do regime político. Após o golpe de 2016, tornou-se cada vez mais comum a interferência do Judiciário sobre os governos, uma vez que a burguesia vem perdendo cada vez mais o controle da situação.

O caso se torna ainda mais aberrante se levarmos em conta que estamos a poucos meses das eleições municipais.

Fonte: https://www.causaoperaria.org.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook