Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Campo Grande

Marquinhos vai asfaltar mais bairros e continuar projeto de transformação da cidade

Publicado

em

Marquinhos vai asfaltar mais bairros e continuar projeto de transformação da cidade

Em quatro anos de gestão, Marquinhos Trad, candidato à reeleição, entregou 151 quilômetros de asfalto novo e a gestão já tem recurso garantido para pavimentar e recapear mais 200 quilômetros de ruas e avenidas em todas as regiões de Campo Grande. Moradores que esperavam há mais de 40 anos o asfalto tiveram o sonho transformado em realidade na gestão de Marquinhos.

No próximo mandato, o prefeito vai dar continuidade ao seu projeto de transformação urbana da Capital. Com projeto intitulado como “Asfalto Bom é Nossa Meta”, Marquinhos vai executar mais obras de recapeamento e pavimentação e, com isso, renovar a malha viária pavimentada do município. Uma das grandes conquistas do prefeito foi tirar do papel projetos de asfalto esperados há décadas por pessoas de regiões mais afastadas do Centro. Famílias de 23 ruas no Santa Luzia estão recebendo asfalto novo após 40 anos de espera.

“Assim como fizemos no Santa Luzia, não vamos medir esforços para que todas as regiões da nossa cidade sejam contempladas com asfalto. Quem passou pela região do Nova Lima, na entrada da nossa cidade, antes da nossa gestão, hoje já não reconhece. O asfalto mudou a vida daquelas pessoas. Realizamos aquilo que só ficava em promessa de campanha. Fizemos e vamos fazer mais”, declarou Marquinhos Trad.

Desde 2017, só no Nova Lima, foram asfaltados 20 quilômetros, ação que transformou vidas e valorizou os imóveis na região. Nos próximos anos de mandato, o prefeito vai concluir as etapas B (já em andamento), C e D dos trabalhos, totalizando mais de 85 km de asfalto novo, distância superior ao trajeto Campo Grande/Sidrolândia.

No Nova Campo Grande, os moradores também já comemoram o fim dos dias de lama e poeira. Por lá, serão executados 16 quilômetros de drenagem, 20 km de pavimentação e 9 km de recapeamento. O projeto inclui ainda construção de uma ponte de concreto de 40 metros sobre o Córrego Imbirussu, facilitando o acesso ao Polo Empresarial Oeste, onde grandes indústrias estão instaladas.

Os moradores do Rita Vieira, Parque Dallas e Oliveira I, II e III também enxergaram na gestão de Marquinhos o fim das promessas eleitoreiras. A assinatura do contrato com a Caixa Econômica Federal, no mês de setembro deste ano, garantiu recursos para quase 44 km de asfalto novo nos respectivos bairros. Também há recurso garantido para asfalto do Seminário, Centenário, Vila Nasser, Jardim das Nações e Parque dos Girassóis.

Os trabalhos recapeamento também serão ampliados e chegarão até vias de tráfego intenso como as avenidas Gunter Hans, Campestre, Júlio Verne, Capibaribe e ruas como Yokohama, Dos Andradas, Lagoa da Prata, Da Divisão, Jeribá, Vitório Zeola, Olímpio Klarke, entre outras nas sete regiões urbanas de Campo Grande. Entre as metas estruturantes do atual chefe do executivo municipal, está também o novo acesso às Moreninhas, onde uma rota alternativa, de mais de 13 km, ligando a região do Rita Vieira à Av. Gury Marques, beneficiará os mais de 70 mil moradores da região.

No Centro de Campo Grande, chegou a vez das 80 quadras que compõem o quadrilátero entre a Mato Grosso, Fernando Correa da Costa, Padre João Crippa e Calógeras receberem obras de recapeamento, acessibilidade, paisagismo e sinalização.

E não para por aí, conforme divulgado ainda no plano de 55 metas, o prefeito vai dar mais um importante passo para uma melhor mobilidade urbana de motoristas e pedestres de Campo Grande. Marquinhos vai requalificar a Av. Duque de Caxias, entre o Aeroporto Internacional e o Núcleo Industrial, asfaltar o acesso do residencial Jardim Mato Grosso e as avenidas General Alberto Carlos Mendonça e Wilson Paes de Barros, nos bairros Batistão, Jardim São Conrado e Nova Campo Grande, respectivamente.

Marquinhos vai ainda aumentar o acesso ao saneamento básico e executar mais obras de drenagem nos bairros, atendendo ao anseio de milhares de famílias das sete regiões da Capital.

FONTE: 24 Horas No Ar (24horasnoar.com.br)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook