Marquinhos dispara entre evangélicos; veja a força de Harfouche, Kemp e Vinicius

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Marquinhos Trad (PSD) disparou na preferência dos eleitores evangélicos, idosos, de nível fundamental e mais pobres, de acordo com pesquisa feite entre os dias 28 e 30 de outubro deste ano pelo Ibope, divulgada pela TV Morena. Em segundo, Promotor Sérgio Harfouche (Avante) chega tem os maiores índices na faixa etária de 45 e 54 anos, nível superior e evangélicos.

Na disputa pela vaga no eventual segundo turno, Pedro Kemp (PT) tem a maior preferência das mulheres, dos jovens, dos mais ricos e de outras religiões. Já Vinicius Siqueira (PSL) disparou entre os homens, jovens, com nível fundamental e mais pobres.

O levantamento do Ibope mostra que Marquinhos cresceu 12 pontos percentuais entre os homens, de 34% para 46%, enquanto permaneceu estável entre as mulheres (46%). Por faixa etária, o prefeito passou de 27% para 39% entre os eleitores de 16 a 24 anos. Entre os mais velhos, com mais de 55 anos, ele cresceu 10 pontos percentuais, de 49% para 59%.

Por nível de escolaridade, Marquinhos ampliou a vantagem entre os eleitores com nível fundamental, de 51% para 56% e de nível médio, de 35% para 42%. Ele oscilou dentro da margem de erro entre os universitários, de 37% para 40%.

Considerando-se a religião, o prefeito cresceu oito pontos percentuais entre os evangélicos, de 47% para 55%, e de 41%para 46% entre os católicos. Nos integrantes de outras religiões, ficou estável em 33%.

Por renda, o prefeito ampliou a vantagem entre os eleitores com renda de um a dois salários mínimos, de 47% para 54%, e de 37% para 44% entre aqueles com renda de dois a cinco salários. Na faixa dos mais ricos, ele segue com 37%.

Harfouche, ao lado do vice, André Salineiro, faz campanha na Capital (Foto: Divulgação)

Harfouche ficou estável entre os homens, com 10%, mas cresceu entre as mulheres, de 9% para 12%. O procurador obtém o maior percentual, de 18%, entre os campo-grandenses com idade entre 45 e 54 anos. Entre os jovens, ele passou de 8% para 13%.

O candidato do Avante cresceu entre os eleitores com nível fundamental (de 6% para 8%) e de nível médio (10% para 11%). No entanto, oscilou negativamente, de 16% para 15% entre os universitários. Por religião, Harfouche continuou estável entre os católicos (10%) e evangélicos (16%).

O promotor oscilou negativamente entre os mais ricos (com renda acima de cinco salários mínimos), de 16% para 11%, mas cresceu no grupo com menos de um salário,  de 5% para 8%. O maior índice está no grupo de dois a cinco salários, com 15%.

Kemp tem o dobro das intenções de votos entre as mulheres e fica isolado em segundo entre os jovens (Foto: Divulgação)

Kemp oscilou positivamente entre as mulheres, de 8% para 10%, e tem o dobro da intenção entre os homens (5%). O petista fica em segundo lugar entre os eleitores jovens, de 16 a 24 anos, onde passou de 13% para 16%, enquanto patina na faixa etária de 25 a 34%, com 5%.

O deputado ampliou o percentual entre os eleitores com nível médio, de 7% para 10%, e de 8% para 9% entre aqueles com nível superior. Já entre os com ensino fundamental, ele passou de 4% para 3%.

O petista ficou estável entre os evangélicos (6%), mas cresceu etnre os católicos, de 5% para 7%. Kemp fica em segundo entre os eleitores de outras religiões, onde passou de 9% para 11%. Ele também obteve a mesma colocação entre os campo-grandenses com renda acima de cinco salários mínimos, passando de 11% para 12%. Os programas sociais da era do PT não ficaram na lembrança dos mais pobres, onde ele segue estagnado em 3%.

Vinicius Siqueira fica em segundo isolado entre os mais pobres, com 13% (Foto: Divulgação)

Despontando como concorrente a vaga em eventual segundo turno, Vinicius Siqueira dobrou entre os homens, de 5% para 9%, e também conquistou mais eleitoras, de 1% para 4%. Ele passou de traço para 12% entre os eleitores jovens. O menor índice do vereador está entre os mais velhos, com mais de 55 anos, onde segue com 1%. Na faixa etária de 35 a 44%, ele fica com 10%.

Considerando-se o nível de escolaridade, Siqueira dobrou entre os eleitores com nível fundamental, de 4% para 8%, mesmo percentual entre os de nível médio. Entre os universitários, oscilou de 3% para 5%.

Vinícius dobrou entre os católicos, de 4% para 8%, enquanto se manteve estável entre os de outras religiões (8%) e passou de 1% para 4% entre os evangélicos. Por faixa de renda, o vereador disparou entre os mais pobres, com menos de um salário, de 0% para 13%, ficando em segundo lugar isolado, batendo Kemp (3%) e Harfouche (4%). Entre os ricos, ele permaneceu com 5%.

Vinicius Siqueira se destacou como o principal candidato de oposição nas eleições deste ano. Entre os eleitores que consideram a administração de Marquinhos ruim ou péssima, ele fica com 27%, contra 16% de Harfouche e 10% de Kemp.

Entre os eleitores que consideram sua administração ótima ou boa, Marquinhos Trad obtém 71%, de acordo com o Ibope.

Período de campo: A pesquisa foi realizada nos dias 28 a 30 de outubro de 2020.

Tamanho da amostra: Foram entrevistados 602 votantes.

Margem de Erro: A margem de erro máxima estimada é de 4 (quatro) pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Nível de confiança: O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

Solicitantes: Pesquisa contratada por TELEVISAO PONTA PORA LTDA/ TV MORENA. Registro Eleitoral: Registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo Nº MS‐09748/2020.

Fonte: Ojacaré

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande