Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Geral GritoMS

Mortes por Covid-19 em julho em MS já são mais que o dobro dos registros de junho

Publicado

em

São 228 em Mato Grosso do Sul e comparação entre junho e julho revela aumento de 125%

Mato Grosso do Sul já contabiliza 228 mortes decorrentes de Covid-19 desde o início da pandemia. Deste total, 158 ocorreram em julho, o que implicam aumento de 125% em relação ao mês anterior, quando a SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou o registro de 70 vítimas do novo coronavírus. Nos meses anteriores, foram 11 mortes em maio, 8 em abril e 1 em março.

Com o incremento estatístico, a taxa de letalidade da Covid-19 em Mato Grosso do Sul (calculada em relação aos casos confirmados de cada município) é estimada em 1,4% e é, portanto, considerada alta. A média flutuante dos óbitos também preocupa, devido ao aumento contínuo. As 20 confirmações desta terça-feira levaram o número ao patamar dos 9,5 casos nos últimos 7 dias.

Vale lembrar, porém, que dos 20 casos que incrementaram o boletim epidemiológico hoje boletim epidemiológico, 5 ocorreram fora do intervalo de 24h que servem de referência para as estatísticas: um deles ocorreu no dia 14 de julho, em Ponta Porã; dois ocorreram no dia 16, em Campo Grande e Corumbá; um ocorreu no dia 17, em Três Lagoas; e um no dia 18, em Itaquiraí – eles não estão no período de referência, porque tratam-se de óbitos de pacientes com suspeita de Covid-19, cujo resultado de exame comprobatório foi divulgado apenas ontem.

Dentro do intervalo de 24h, portanto, estão 8 óbitos que ocorreram no dia 19 de julho; e 7 que ocorreram no dia 20 – 15 mortes, o que ainda seria o maior registro desde o início da série histórica. De todas as confirmações apresentadas nesta segunda-feira, um deles não tinha relato de comorbidades – uma senhora de 56 anos que faleceu no dia 16 em Campo Grande.

Campo Grande, atual líder em número de registros de Covid-19 (6.420 confirmados, 36,93% do total em MS) também tem o maior número de óbitos, com 73 registros e taxa de letalidade de 1,1%. As demais cidades sede de macrorregião apresentam: Dourados (51 óbitos, taxa de letalidade de 1,3%); Corumbá (23 mortes e taxa de letalidade de 3%); e Três Lagoas (10 mortes e taxa de letalidade em 1,9%).

Fonte: Midiamax

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook