Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Eleições 2020

Pessoas de baixa renda e em situação de vulnerabilidade terão atenção especial na gestão de Marquinhos Trad

Publicado

em

A gestão do prefeito Marquinhos Trad (PSD) tem um olhar voltado às necessidades das pessoas de baixa renda e em situação de vulnerabilidade. Inúmeros projetos foram desenvolvidos nas mais diversas áreas nos últimos quatro anos e muito mais ainda será feito no próximo mandato. Os projetos vão gerar oportunidades e implementar iniciativas para melhorar a qualidade de vida destas pessoas.

O sonho da casa própria estará mais próximo de se tornar realidade com a ampliação do número de beneficiários nos programas de financiamento habitacional “Sonho de Morar” e “Nosso Lote”.

Marquinhos vai criar 2 mil moradias populares e o programa de acesso ao aluguel social como alternativa de redução do déficit habitacional, além de concluir a construção das 150 casas para as famílias realocadas da Cidade de Deus.

O Plano de Governo do prefeito Marquinhos Trad para a próxima gestão prevê a implantação de um novo local para acolhimento da população migrante e em situação de rua e manutenção das ações de acolhimento adequado para a população vulnerável.

Campo Grande se tornou referência no enfrentamento a Covid-19 em várias frentes, inclusive na atenção às pessoas mais vulneráveis. Um plano de ação emergencial reservou três unidades para acolhimento à população de rua durante a pandemia. Foram acolhidas mais de 350 pessoas, entre moradores em situação de rua e imigrantes estrangeiros.

Marquinhos está reformando o Centro de Triagem e Encaminhamento do Migrante e População de Rua (Cetremi), com revitalização da infraestrutura, construção do muro (melhorar segurança) e acessibilidade, melhorando assim o ambiente de convivência dos usuários e condições de trabalho dos servidores.

A atual gestão aumentou em cinco vezes os atendimentos nestes três anos e pela primeira vez, em 30 anos de funcionamento, o Cetremi passou a oferecer cursos de capacitação profissional aos usuários.

“É nosso dever proporcionar uma condição digna para que as pessoas possam ter uma perspectiva melhor. Vamos criar um serviço itinerante no Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), com veículo adaptado, para promoção de bens e serviços básicos e a reintegração de pessoas em situação de rua”, justificou Marquinhos.

Marquinhos vai ampliar a qualificação e, consequentemente, gerar empregos para pessoas de baixa renda. Os serviços da Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat) chegarão aos bairros, em ações presenciais, ou por um plataforma digital para agenciamento de empregos e oportunidades de trabalho, facilitando o acesso às oportunidades.

As iniciativas de qualificação profissional, através do FAC e da Funsat, também serão ampliadas, com o aumento no número de beneficiados pelas oficinas de empreendedorismo, inovação e economia criativa, na Escola de Educação Empreendedora para o Município.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook