Aglomerações e festas clandestinas favorecem transmissão da Covid, e MS já tem 77 óbitos só em julho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Esforço conjunto das autoridades de saúde no enfrentamento à pandemia com o apoio da sociedade seria o cenário perfeito para manter a pandemia sob controle em Mato Grosso do Sul. Porém, o descumprimento às medidas de distanciamento social com aglomerações e festas clandestinas ao longo do fim de semana, colocam em risco o atendimento digno às pessoas que podem vir a precisar de leitos clínicos ou leitos de UTI que já se encontram com taxas de ocupação em 19% e 48%, respectivamente.

Só no mês de julho houve um aumento de 96% no número de óbitos, que de 85 do dia 1° está em 167 nesta segunda-feira (13) conforme boletim oficial da Secretaria de Estado de Saúde (SES). No mesmo período o aumento no número de infectados foi de 55%, dando um salto de 8.676 para 13.461. “Precisamos tomar medidas que levem ao isolamento social. Só assim podemos evitar a expansão da doença neste momento”, alertou o secretário de saúde, Geraldo Resende.

Embora seja notável o aumento dos indicadores do novo coronavírus, as taxas de isolamento social mostram o comportamento negacionista de grande parcela da população. Os índices de recolhimento mapeados na sexta-feira (10) foram de 36,2%, no sábado (11) atingiram 40% e no domingo (12) foi de apenas 46,7%, ou seja, nem aos finais de semana as pessoas têm permanecido em casa. A taxa ideal para controle da doença é acima de 60%.

Com o passar dos dias Campo Grande se tornou o epicentro da doença no Estado, com aumento considerável de casos e óbitos. Mesmo assim, as taxas de distanciamento social permanecem distantes do ideal. Na sexta foi registrado índice de 35,5%, no sábado 39,3% e no domingo 46%.

Histórico de isolamento social em MS

Nos municípios do interior do Estado, a pior taxa mapeada neste domingo foi em Japorã com apenas 25% das pessoas em casa, e a melhor foi em Juti com 67,3%. Confira aqui a lista completa de municípios sul-mato-grossenses e suas respectivas taxas de isolamento social.

Por: Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande