Conecte-se conosco

Brasil

Chuva intensa volta ao Rio Grande do Sul neste final de semana

Publicado

em

Após dias de tempo seco e com temperaturas acima da média, chuvas intensas voltam ao Rio Grande do Sul a partir deste final de semana, porém com menor intensidade que as precipitações do final de abril e início de maio. A projeção mais recente da Defesa Civil gaúcha indica que deve chover de 70 a 120 mm entre sábado (15) e terça-feira (18).

O órgão afirma que já está articulando junto às prefeituras a adoção de medidas preventivas, “especialmente em locais com pequenos rios, córregos e sistemas de escoamento que demandem manutenção e limpeza em razão dos eventos meteorológicos anteriores, permitindo a adequada vazão e escoamento dos eventuais volumes de chuvas que possam ocorrer”.

A MetSul Metereologia diz que os volumes de chuva não serão altos em todo o território gaúcho, mas em pontos do estado a chuva somada entre o sábado e o começo da próxima semana pode trazer problemas como alagamentos em alguns municípios.

Mesmo assim, sugere atenção “porque o estado ainda sofre as consequências das enchentes de maio com rios assoreados, sistemas de macrodrenagem urbana afetados, muito lixo nas ruas e pessoas que seguem fora de casa”.

A formação que vai gerar a instabilidade é semelhante à que originou as chuvas de abril e maio, com um bloqueio atmosférico que mantém uma grande massa de ar seco e quente no Centro do Brasil. Isso vai fazer com que a umidade amazônica seja canalizada por áreas do interior da América do Sul em direção ao Sul até o estado.

Um “rio atmosférico” vai transportar “grande quantidade de umidade da região amazônica e também do Atlântico Tropical, que está superaquecido, pelo interior do continente, até as latitudes do Sul do Brasil, recurvando para Leste justamente sobre o Rio Grande do Sul”, explica a MetSul.

O volume de chuvas proveniente do sistema nesses dias se aproxima da média total do mês em cidades como Porto Alegre e Canoas, que registram média histórica de 115 mm nos meses de junho. O cenário de instabilidade deve permanecer em toda a segunda quinzena do mês.

Prefeitura de Porto Alegre em alerta

Em reunião da Comissão Permanente de Atuação em Emergência (Copae) na terça-feira (11), o prefeito Sebastião Melo (MDB) determinou que as equipes de todas as secretarias permaneçam em alerta para a previsão de chuva para este fim de semana. O município está elaborando um plano de contingência, com medidas preventivas que serão tomadas por órgãos como Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Guarda Municipal e Defesa Civil, e afirma que intensificou a limpeza do sistema de drenagem e a desobstrução de bueiros, córregos e arroios.

“Teremos um plano de emergência mais completo até a quinta-feira. Como medidas iniciais, vamos manter as equipes do Dmae de prontidão em regiões prioritárias como Sarandi, Humaitá, Anchieta e Ilhas, entre outras, e determinar a contratação de mais geradores para manter as casas de bombas, caso se confirme o prognóstico de temporal”, afirmou Melo.

Fonte: BdF Rio Grande do Sul

Edição: Marcelo Ferreira

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook