Funcionária de Biden é presa por fraude eleitoral generalizada no Texas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Nesta quarta-feira (13), o procurador-geral do Texas, Ken Paxton, anunciou a prisão de Rachel Rodriguez por fraude eleitoral, votação ilegal, assistência ilegal para pessoas que votaram pelo correio e posse ilegal de uma cédula oficial. Cada acusação constitui um crime segundo o Código Eleitoral do Texas.

Rodriguez foi exposta em um vídeo do Projeto Veritas, enquanto ela se infiltrava na coleta de votos antes da eleição de 2020. A Divisão de Fraudes Eleitorais do Gabinete do Procurador-Geral analisou dezenas de horas de filmagens não editadas que levaram a esta prisão.

Em um momento atípico de honestidade, Rodriguez reconheceu em vídeo que o que ela estava fazendo é ilegal e que ela poderia ir para a cadeia por isso. Se condenada, Rodriguez pode pegar até 20 anos de prisão.

“Muitos continuam a afirmar que não existe fraude eleitoral. Sempre soubemos que tal afirmação é falsa e enganosa, e hoje temos evidências adicionais. Esta é uma vitória para a integridade eleitoral e um forte sinal de que qualquer um que tentar fraudar o povo do Texas, privá-lo de seu voto ou minar a integridade das eleições, será levado à justiça”, afirmou Paxton.

“A ação chocante e flagrantemente ilegal documentada pelo Projeto Veritas demonstra uma forma de fraude eleitoral que meu escritório continuamente investiga e processa. Estou fortemente empenhado em garantir que o processo de votação seja seguro e justo em todo o estado, e meu escritório está preparado para ajudar qualquer condado do Texas a combater essa forma insidiosa e não americana de fraude”, finalizou o procurador-geral do Texas.

Fonte: MSNEWS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande