Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Geral GritoMS

GRITO DE FÉ: Pertos ou distantes de Deus em tempos de crise

Publicado

em


“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições;
contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. (João 16:33)


Partiremos do conceito de crise, o termo pode ser conceituado de diferentes maneiras e
em diversas áreas do conhecimento, como por exemplo: na economia é o grave desequilíbrio
entre a produção e o consumo, no governo é o episódio desgastante e complicado; situação de
tensão, disputa e conflitos, mas na fé, a crise é o estado de incerteza, vacilação e declínio, e as
crises são passageiras, elas vem ficam por um tempo e se vão, várias vezes na nossa vida, e
cabe a nós mesmos decidirmos como passaremos pela crise, próximos ou distantes de Deus.
Realizamos uma pesquisa com 100 pessoas aleatoriamente, perguntamos se elas se
sentiam mais próximas a Deus no tempo de crise que estamos vivendo, e obtivemos o seguinte
resultado.


Fonte: do autor
A grande maioria respondeu que sim, se sente mais próximas a Deus em tempo crise, o
me leva a questão principal desse texto, explicar o porquê quando estamos passando por
momentos crise temos a tendência de buscar mais a Deus.

Jesus deixou claro que teríamos aflição, que passaríamos por momentos de crise, mas
também afirmou que estaria conosco até a consumação dos séculos, “(…) e eis que eu estou
convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” (Mateus 28:20b).
Deus criou o planeta e tudo que há nele, criou o homem e a mulher (Adão e Eva), e
deu a eles a responsabilidade de encher e governar a terra, ou seja cuidar dos animais, solo,
plantas, etc…. (Gênesis 2:28) mas a primeira crise se deu no jardim, Adão e Eva caiu na
tentação do diabo, e Adão quando se depara em meio a uma crise em seu relacionamento
imediatamente culpa Eva e Deus por seus erros (Gênesis 3:12) e até nos dias de hoje quando
passamos por momentos de crise, temos como primeiro impulso transferir a nossa culpa para
outros, afim de amenizar as nossas consequências, mas certamente não é a melhor coisa a se
fazer, precisamos aprender a lidar com nossas crises e nos responsabilizar pela mesma.
Israel, uma nação que também passou por momentos de crises, podemos ler o relato
de I Reis 12, Robão é promovido a rei de Israel após a morte de Salomão, o povo de Israel
pediu ao novo rei condições de trabalho melhores, e o rei não escutou o conselho dos mais
velhos, e preferiu ouvir os mais novos, que o aconselharam a ser mais rígido que o próprio
pai, o que levou a nação a passar por dias de crises tortuosas, que gerou resultados terríveis,
a nação foi dividida, o povo foi afastado de Deus e essas consequências durou por muitos
anos, causando dor e sofrimento. “Quando o governo é justo, o país tem segurança; mas,
quando o governo cobra impostos demais, a nação acaba na desgraça”. (Provérbios 29:4)
Devemos nos perguntar em meio à crise, qual era o objetivo principal antes da crise se
instalar? E mesmo em meio à crise devemos perseguir o principal objetivo, Jó passou por crise
econômica, familiar, e emocional, tudo ao mesmo tempo, mas o seu único objetivo antes da
crise se instalar era adorar a Deus, e mais do que nunca Jó manteve seu objetivo durante e após
a crise, e Deus o abençoou em dobro. “E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos
seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.” (Jó 42:10)
O fato é que estamos passando por momento de crise, e estar em cristo é fundamental
para suportar a crise, se relacionar com Deus, através de oração, jejum, cantar louvores, ações
de graças, tudo isso nos faz mais fortes em meio as dificuldades. Jesus nos conhece e quer
sempre o melhor para nossa vida, nunca a intenção de Jesus foi nos causar dano e buscar a
ele e entender os seus planos nos ajudará a passar por tempos difíceis. “Porque sou eu que
conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de
causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro. (Jeremias 29:11).

Em mim vocês tenham paz, podemos concordar que manter a paz em tempos difíceis
não é nada fácil, mas também não é impossível, devemos ter um tempo de qualidade
diariamente a sós com Deus, fazendo isso é impossível não receber a paz que vem de Deus.
“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de
graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento,
guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:6-7)
Tenha bom ânimo, parece absurdo, como estar feliz em tempo de crise?! é natural que
em momentos de crise ficamos desanimados, tristes e preocupados, mas Deus nos diz que
deveríamos ter bom ânimo, que ele venceu o mundo, e nos também venceremos toda e qualquer
provação, é necessário parar de se fazer vitimíssimo, levantar a cabeça e encarrar nossas
dificuldades, acreditando em dias melhores, evitar a murmuração, e começar agradecer a Deus
porque mesmo em meio à crise ele tem te sustentado e guardado e por fim seguirmos o que o
Jeremias diz em Lamentações 3:21, trazer a memória aquilo que me dá esperança.
Contudo podemos concluir que o céu nunca esteve em crise, e nós podemos estar em
crise, mas o Senhor ainda tem o controle de tudo, assim como sempre teve, devemos confiar na
providência divina sobre a raça humana e sobre o planeta terra, e ter a consciência que todas as
nossas ações terá uma consequência e muitas vezes não irá atingir apenas eu mesmo, e devemos
estar prontos para lidar com as consequências.
“Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições;
contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. (João 16:33)


Afonso Tadeu Candido de Barros – 67 996042635


Letícia Luiza dos Prazeres – 67 992317661


Rede sociais:
facebook – https://www.facebook.com/afonsooficial1/
Instagran – https://instagram.com/afonso_barros_tadeus?igshid=ba5z6t22121u

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook