Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Prefeitura

PREFEITURA ASSINA CONTRATO COM A CAIXA PARA PAVIMENTAR 4 BAIRROS E INICIAR PROJETO DA NOVA FEIRA CENTRAL

Publicado

em

A Prefeitura de Campo Grande garantiu recursos junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional – com a liberação de emendas parlamentares da Bancada Federal de MS, para executar drenagem e mais 8,4 km de pavimentação que beneficiam moradores dos bairros Jardim Mansur, Residencial Itatiaia e Tarumã. O contrato de repasse com a Caixa Econômica Federal para a liberação de R$ 22 milhões para infraestrutura e R$ 15 milhões para o projeto da nova Feira Central foi assinado nesta sexta-feira (1°), pelo prefeito Marquinhos Trad e a vice prefeita Adriane Lopes.

De acordo com o chefe do Executivo Municipal, a Prefeitura já trabalha na elaboração dos projetos e, a expectativa é de que as obras de infraestrutura sejam licitadas ainda neste trimestre para começarem até março de 2022. Ele destacou a contribuição dos parlamentares, que vão garantir com essas emendas, mais qualidade de vida aos campo-grandenses.

“São 3 mil quilômetros de ruas em Campo Grande e já conseguimos recuperar boa parte com recapeamento e pavimentação. Com isso, foi possível devolver a segurança aos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. A ajuda da bancada vai permitir acelerar nosso projeto de retomada do desenvolvimento da nossa cidade e ampliar a pavimentação em bairros que não tiveram planejamento ao longos dos anos e receberam a pavimentação, grande parte no entorno, deixando algumas ruas sem o asfalto”, ressaltou o prefeito Marquinhos Trad.

Em nome da Bancada Federal de MS, o deputado Luiz Ovando destacou o empenho da atual gestão de Campo Grande, em unir a classe política na busca de resultados concretos para a Capital. “Faço questão de destacar o aspecto de convicção do qual fica evidente no prefeito, que tem a habilidade para unir todo mundo, independente de partido, em busca do progresso de Campo Grande. A Bancada se sente honrada em participar desse momento de retomada do crescimento da Capital do Estado”.

O deputado federal Vander Loubet fez coro às palavras de Ovando e foi além. “Dá gosto a gente ajudar Campo Grande. Hoje aqui passou um filme na minha cabeça de tudo que está acontecendo. Evidente que primeiro tem as mãos de Deus nestas vitórias, mas não podemos deixar de reconhecer a forma de gestão que o prefeito Marquinhos está implementando na Capital. Ele tem a habilidade de conciliar duas coisas muito difíceis na política: gestão e a capacidade de articulação política. Essa postura sem dúvidas é um dos fatores que tornam possível o sucesso da atual gestão de Campo Grande”.

Sobre os recursos, o deputado federal Dagoberto Nogueira falou do empenho de toda a Bancada de MS para efetivar as emendas para Campo Grande. “Foi uma luta de toda a bancada de MS para que essas emendas se tornassem positivas e que pudéssemos colocá-las à disposição da Prefeitura o quanto antes, para que fossem destinadas à sua finalidade. A Bancada ocupa um importante papel na busca de melhorias para os municípios e, de maneira integrada estamos contribuindo com a reconstrução da nossa Capital, que caminha a passos largos para novos tempos de prosperidade”.

A harmonia instalada em Campo Grande também foi o tom do discurso do vereador Betinho, que representou a Câmara Municipal de Campo Grande no evento desta manhã, que aconteceu na estrutura do Teatro do Paço Municipal. “Campo Grande nunca viveu um período de tanta harmonia entre os poderes. Hoje a gente vê o trabalho sendo feito de maneira equilibrada, convergindo os interesses de todos por um bem maior que é a população da nossa cidade. Todos ganhamos com essa união instalada e isso certamente foi o que manteve o equilíbrio durante os tempos difíceis que enfrentamos com esse longo período de pandemia”.

Infraestrutura

No Residencial Itatiaia, onde estão programados 3,46 km de asfalto e no Mansour (que terá 2,18 km), receberão pavimentação as ruas que ficam no entorno da Lagoa Itatiaia, avenidas Três Barras e José Nogueira Vieira, onde está programado o reordenamento viário com a instalação de semáforos e readequação da rotatória para acabar com os problemas de congestionamento. Está em fase de elaboração do contrato a pavimemtação do Park Dallas, parcelamento que fica na margem direita da Três Barras (sentido bairro).

O secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos Rudi Fiorese disse que já está em andamento articulações em Brasília, para concluir a pavimentação de toda região.

Ainda este ano será licitada a revitalizada da Lagoa Itatiaia, que receberá calçamento intertravado, academia da terceira idade, pista de caminhada, deck, dentre outras melhorias.

No Bosque das Araras, localizado próximo ao Zé Pereira, serão pavimentadas 10 ruas, além da drenagem que vai eliminar pontos de alagamento no bairro.

O projeto do Tarumã (etapa B), que recebeu emenda individual do deputado federal Fabio Trad, vai complementar as obras que já estão licitadas (etapa A) para contemplar as ruas França, Avai, Portela e Maria Izabel.

Outras frentes

Rudi Fiorese informou que além desta frente de pavimentação nos quatro bairros, que serão iniciadas já no ano que vem, a Prefeitura abriu licitação das últimas duas etapas da pavimentação no Nova Lima (31 km das etapas C e D); mais 4 km de asfalto no Santa Luzia e estão em andamento as obras no Rita Vieira e no Nova Campo Grande.

Também já foi assinado o contrato para asfaltar o Park Dallas (4 km ) e estão assegurados recursos para asfaltar o Jardim Centenário (5 km) e o Oliveira III (7 km).

Projeto para edificação da nova Feira Central

Na primeira etapa, o investimento previsto é de R$ 20 milhões, sendo R$ 15 milhões liberados pelo Ministério do Turismo e assinados nesta sexta-feira, com R$ 5 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

A “feirona”, como é conhecida, existe há mais de 90 anos. Já funcionou no local onde hoje é o Mercado Municipal, passou em seguida para a Avenida Calógeras, Rua Antônio Maria Coelho e, em 1966 se estabeleceu na Rua Abrão Júlio Rahe até ser transferida em 2004, para a esplanada da ferrovia, onde se mantém até hoje.

Há 4 anos, um grupo de estudos com técnicos da Prefeitura, Sebrae, Instituto do Patrimônio Histórico e representantes da Associação da Feira Central, Cultural e Turística de Campo Grande, que administra a estrutura, começou a trabalhar no projeto de modernização. A feira tem 350 alvarás e gera 800 empregos direitos.

A concepção do novo projeto tem dois elementos chave. A cobertura lembra uma oca indígena e será feita de madeira. A base da estrutura evoca o navio Kasato Mar, que trouxe os primeiros imigrantes japoneses que chegaram ao Brasil em 1908.

A presidente da Afecetur, Alvira Appel, comemorou a assinatura do convênio que vai permitir que o espaço, que hoje recebe pelo menos 50 mil visitantes por mês, acompanhe a modernidade e se torne mais competitivo para os empresários instalados no local. “Tudo se renova e a nossa feira precisa acompanhar a evolução do varejo do mercado, para que possamos ser competitivos e, também, se tornar ume espaço mais moderno, para oferecer mais qualidade ao nosso cliente. A Prefeitura é a nossa sustentação e junto com a Bancada e o governo do Estado, está nos honrando com o pontapé inicial desse projeto que será digno para toda a nossa população”.

As emendas são de autoria dos senadores Nelsinho Trad, Simone Tebet e Soraya Tronicke e dos deputados federais de MS Beto Pereira, Bia Cavassa, Dagoberto Nogueira, Vander Loubet, Dr. Luiz Ovando, Fabio Trad, Rose Modesto e Tio Trutis.

Fonte:http://www.campogrande.ms.gov.br

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook