Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Eleições 2020

Trad e Adriane repetem dobradinha vitoriosa de 2016 e reúne apoio maciço

Publicado

em

Pela primeira vez na história política de Campo Grande um prefeito em reeleição repetiu o nome da vice. Adriane Lopes foi o nome escolhido outra vez por Marquinhos Trad para disputa das eleições no pleito de 2020. 

Marquinhos mantém o compromisso e segue não deixando ninguém para trás. Ele já havia dito que “não negocia cargos” e para formalizar a chapa vitoriosa em 2016, foi até a casa de Adriane (Patriotas) “pedir mais quatro anos emprestados”. 

Uma campanha limpa correta e com princípios

“A manutenção da Adriane não é porque em time que se ganha não se mexe, não. Time que ganha dá para fortalecer tem que mexer sim em time que ganha também, trazendo outros valores. E o que eu tinha com o PSDB e vou continuar tendo é uma parceria para a cidade. Sem ganância, sem toma lá da cá. Acabou-se essa época. Aqueles que pronunciavam aquilo é que se imaginava ou que ele sempre fez: barganha política. Mas entre o PSD e o PSDB nunca teve isso. Muitos sabem da importância desse partido nas eleições últimas para o governo. E não temos nenhuma secretaria. É que nós vimos que naquele momento que tentou o governador merecia a sequência administrativa diante de um prenúncio de crises e a pessoa tinha que ter experiência, capacidade administrativa maturidade e diálogo com a assembleia”. 

Diversos líderes de partidos que declararam apoio a reeleição de Marquinhos Trad estiveram presentes na Convenção. “Eu quero vocês os quatro anos ao nosso lado levantando, liderando e decidindo. Com humildade, com humanidade, com valores humanos e comportamentais”, disse Marquinhos que pediu por um debate construtivo, ideológico, sem ataques e para o PSD ele orientou: “Uma campanha limpa, uma campanha correta e com princípios.”

Por essa razão essa dupla deveria continuar e tem pelo menos mais quatro anos pela frente

O presidente municipal do PSD, Lacerda comentou sobre as dificuldades que a Capital passou com o impeachment da presidente, a pandemia e destacou a administração de Marquinhos. 

“O nosso prefeito como um grande comandante sempre esteve a frente em todos os momentos de dificuldades e junto com ele a nossa vice que em nenhum momento esmoreceu diante de qualquer dificuldade. Passamos por essas crises juntos. A vice [Adriane] sempre foi parceira, esteve presente por essa razão essa dupla deveria continuar e tem pelo menos mais quatro anos pela frente”, comentou Lacerda.

Ele tem uma história de alianças programáticas

FOTO: LINCE

“Ele tem uma história de alianças programáticas então o que nos foi colocado em um diálogo franco e aberto, franco com o prefeito foi essa possibilidade de sermos contemplados no seu programa de governo nos princípios e nos ideiais da Rede”, disse  a porta-voz municipal da Rede, Tatiana Ujacow 

FOTO: LINCE

O Presidente do PSDB de Campo Grande, João César Mattogrosso representou os tucanos e avalisou a parceira com o PSD. “Tivemos a grandeza tanto de um lado quanto de outro, o prefeito mesmo ganhando do nosso partido teve a grandeza de ir e pedir o apoio do nosso governo e do nosso partido e assim não foi diferente desde o início do nosso mandato.”

Esta caminhada só vai ter sentido se nós caminharmos juntos

“Os dirigentes políticos terem a sensibilidade de fazer com que as suas diferenças ideológicas sejam secundarizadas pela necessidade de unir e somar esforços em prol do bem comum. Então, esta aliança que hoje está sendo chancelada sob as bênçãos da boa política expressa a responsabilidade daqueles que querem o bem da cidade. Essa aliança tem um nome na minha visão: Responsabilidade com Campo Grande”, completou o deputado federal, Fábio Trad (PSD-MS)https://www.youtube.com/embed/GEvR6Cs3LA4?feature=oembed

Política na veia inspirada num homem que nos deu a luz e os ensinamentos para seguir em frente

Em discurso para pôr fim a qualquer especulação referente a família Trad, Nelsinho comentou sobre valores e princípios que aprenderam com o pai. Sua fala foi no tom de que a família se constitui cada qual com sua profissão e por inspiração vem a veia política.

FOTO: LINCE

“Nosso pai ensinou, que nós nunca deveríamos ser um político profissional. Nós deveríamos ser um profissional autônomo cada um na sua área, político nos momentos que está político. Não fui eu que fiz os juris do Marquinhos, não fui eu que fiz as audiências do Fábio Trad, não fui eu que fiz os atendimentos psicológicos da Maria Tereza. Tão pouco eles que fizeram as minhas vasectomias. Somos profissionais, cada um com a sua profissão que temos a política na veia inspirada num homem que nos deu a luz e os ensinamentos para seguir em frente”, falou o presidente Estadual do partido, Nelsinho Trad.

Fonte: Aonça

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook