Acusado por Roberto Jefferson, Nelsinho diz que família não recebeu auxílio de R$ 600 e registra queixa na PF

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, publicou em seu Twitter nesta terça-feira (23) que a família do senador da República, Nelsinho Trad (PSD), teria recebido três parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial pagos pelo Governo Federal. O senador afirmou que vai à PF (Polícia Federal) registrar queixa-crime pela fraude.

Jefferson publicou hoje pela manhã que Deus teria dado livramento ao partido com a saída do senador. “Deus nos deu um livramento, quando o Senador Nelson Trad, irmão do prefeito de Campo Grande, MS, deixou o PTB. Toda a sua família, bem posta na vida, recebeu o auxílio emergencial, três parcelas, pago pelo governo federal. Uma vergonha, o Senador deve uma resposta ao Brasil”.

Em outra postagem, ainda se referindo a Nelsinho, Roberto Jefferson publicou o seguinte: “Eu não confio no Sernada da República. Vejam o exemplo da família do Senador Nelson Trad. Como esses senhores vão pedir impeachment de ministros do STF ou instalar a CPI da Lava Toga. O presidente Alcolumbre tem o rabo na gaveta do Dias Toffoli. Sernada da República”.SAIBA MAIS

Por sua vez, Nelsinho Trad afirmou ser uma acusação falsa de que existem pessoas da família Trad que receberam o auxílio emergencial do Governo. “Não existe nenhum parente meu, consanguíneo, que recebeu esse benefício”.

Ainda segundo o senador, durante a tarde de hoje, ele deve ir à Polícia Federal e Polícia Legislativa do Senado, em Brasília, fazer uma queixa-crime. “Também vou à Caixa Econômica Federal averiguar de quem são esses cadastros. Isso é fraude. Tanto os autores quanto os responsáveis por disseminar essa fake news irão responder na Justiça pelos seus atos”.

Na listagem de Campo Grande das pessoas que receberam o auxílio emergencial, o nome Trad não aparece. Segundo a assessoria do senador, existem sobrenomes na lista nacional, mas são pessoas de outros estados e não de Mato Grosso do Sul.

Troca de partido

Após ser eleito senador, Nelsinho, em 30 de janeiro do ano passado, deixou o PTB e se filiou ao PSD, onde também são filiados os irmãos Fábio Trad, deputado federal e o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande