Com pandemia, pobreza atinge 42% das pessoas na Argentina

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O índice de pobreza na população urbana da Argentina ficou em 42% durante o segundo semestre do ano passado, 1,1 ponto percentual acima da taxa registrada no primeiro semestre de 2020, por conta da junção entre a crise econômica do país e os efeitos da pandemia do novo coronavírus.

Em relatório divulgado nesta quarta-feira (31), o Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec) informou que o índice de indigência foi de 10,5% das pessoas no segundo semestre do ano passado, mantendo-se assim inalterado em relação à taxa registrada nos primeiros seis meses de 2020.

Na comparação anual, a taxa de pobreza aumentou no segundo semestre do ano passado em 6,5 pontos percentuais, e a taxa de indigência, em 2,5 pontos.

As estatísticas oficiais mostram que 2,9 milhões de lares estavam abaixo da linha de pobreza no final de dezembro de 2020, o que representa 12 milhões de pessoas pobres.

Além disso, 720.678 lares estavam abaixo da linha de indigência, que incluía 3 milhões de pessoas.

A medida leva em conta o padrão de vida nos 31 centros urbanos mais povoados do país, que abrange 28,5 milhões de pessoas de uma população total na Argentina de cerca de 45 milhões de pessoas.

O crescimento da pobreza durante 2020 na Argentina coincidiu com a pandemia de covid-19, que agravou a recessão econômica que o país sul-americano vem enfrentando desde 2018.

A Argentina registrou sua maior taxa de pobreza em outubro de 2002, quando o índice subiu para 57,5% após uma das crises econômicas mais graves de sua história

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Recentes no Site

Prefeitura de Campo Grande