Conecte-se conosco
PUBLICIDADE

Geral GritoMS

COVID-19: FILHOS DESCOBREM MORTE DO PAI APÓS 50 DIAS DO ÓBITO

Publicado

em

Vítima já havia até mesmo sido enterrada. O homem de 53 anos deu entrada no hospital após sofrer um AVC e, durante a internação, passou a ser tratado para Covid-19

A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro abriu uma sindicância para investigar a morte de um paciente internado com suspeita de Covid-19 em um hospital municipal, após familiares da vítima afirmarem ter sido informados do falecimento somente 50 dias após o óbito.

Paulo César dos Santos Oliveira tinha 50 anos. Segundo a família, ele deu entrada no Hospital Salgado Filho, na zona norte da capital fluminense, no dia 29 de junho, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Durante o período de internação, o paciente passou a receber tratamento para a Covid-19.

Os filhos da vítima dizem que foram proibidos de ver o pai, já que ele estava em isolamento, por suspeita de contaminação. Thainara Oliveira, filha de Paulo César, relata que a unidade de saúde passou a informar o estado de saúde do paciente por meio de mensagens de texto. De acordo com os informes, ele estava bem.

Thainara conta que precisou trazer um irmão até o hospital para fazer um exame de sangue e aproveitou a oportunidade para tentar visitar o pai, mas não o encontrou. Decidiu, então, ir até à recepção da unidade, onde teve a surpresa: Paulo César havia morrido há 50 dias e já estava enterrado.

“Aí ficou, ‘espera um minutinho aí que eu vou procurar’. Eu estava com meu irmão lá dentro, aí ela foi e falou assim: ‘você pode deixar ele aí um minutinho sozinho e ir lá embaixo?’ Aí eu desci. Estava o nome do meu pai no caderno de quem já estava morto”, afirma a filha da vítima.

A diretora da unidade alega que tentou informar sobre a morte do paciente no mesmo dia, mas não conseguiu contato com os parentes.

Já o Hospital Municipal Salgado Filho declarou não ter trocado mensagens com a família. Sobre o sepultamento, disse ter seguido o procedimento padrão, já que o prazo para o enterro já havia expirado.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Facebook